terça-feira, 7 de julho de 2009


Aonde
estão os teus olhos
que nao cobrem
os meus
pés?
Diga a verdade...
Sinta o que é de verdade.
Voe.
Se jogue dentro desse amor que se esvanesce...
Sonde a eternidade dos adeus e siga..
Vida é esse momento de agora..
não há nada além disso.

6 comentários:

Priscila Virginia disse...

:)! Pés fazem lembrar chaveiro! oi?

bju

Perto de Mim disse...

Paulete assiste o poder além da vida, tem uma frase que lembra seu poema! Beijos.

Lella disse...

Não há nada mais infinito que sentir...

Márcia Leite disse...

É isso, o presente é que é o bom! Pensar no que já se foi e ter memória é algo bom. Pensar no futuro, fazer projeções tambám é gostoso, mas nada melhor que o aqui/agora!

Xêruss!

:**

Josie Ferreira disse...

Lindo!

feeling... disse...

colocquei no meu blog...lindo poema..