segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

tempo, tempo, time...


Eu só quero um segundo teu, num segundo meu.


Uma droga pra travar minha língua, que não te toca.


O tempo passa e eu espero o momento de dar o bote.


De morder sua carne e salivar.


Um segundo.


Um segundo pra o resto de nossas vidas.

2 comentários:

Lella Cristina. disse...

Sem comentarios!! rsrsrs

Priscila disse...

É cobra mesmo Viuo! daR O BOTE!