sexta-feira, 5 de junho de 2009

insustentável


Boca cheia de sorte.
Carente de lágrimas.
Firme são os rumores de bons tempos.
Espero, aguardo...
Esse tempo passa e é o velho mais certo do mundo.
Nunca falha, ele resolve...
Deixo-me...
em suas mãos.

4 comentários:

Perto de Mim disse...

A senhora na mão de alguém tá ruim, hein.

Lella disse...

linda poesia, breve e delicada. Revelou-se em tão poucas palavras...

Priscila Virginia disse...

:)
Super lindo!
bjo

Andréia disse...

Tão doce!