terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Postado por Lella Cristina. às 16:00

Sinto falta dos lábios
Densos
Principalmente o inferior.
Sinto falta dos olhos
Castanhos cor de escudo
Impenetráveis.
Sinto falta das mãos
Leves
Que tocaram o que nem todos conseguem tocar.
Sinto falta do tempo
O maldito tempo que parava.
Sinto falta da pele
A cor.
Do cheiro não sinto falta
Está guardado
Sinto falta de senti-lo.
Infalível.
Sinto falta de ter e temer
De te velar e não conseguir dormir.
Sinto falta do amor que nunca tivesses.
Sinto falta do filme
Do sorvete napolitanoD
o beijo nos batentinhos.
Sinto falta de poder
Estar Perto.

4 comentários:

monique disse...

A pergunta foi se tinha talento? Teve de sobra. =* Parabéns mesmo.

monique disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Lella Cristina. disse...

Ei perai, eu conheço esta poesia...! e ela é minha. Vcs acham q a Paula escreve assim? kkkkkk

Lella disse...

Ei coloca pelo menos o titulo da poesia...aff... "Saudade: palavra sem significado"